Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

terça-feira, março 07, 2006

Puto, puto, puuuuto!!!

É sacanagem.

Só pode ser. É contra as leis de mercado. A gente aprendeu na faculdade, e com as aulas sobre teorias capitalistas, Karl Marx, Frederich Engels, o escambau, que quanto maior a procura, menor o preço. Mas não é o que acontece nesse país de merda.

Em abril de 2003, apavorado com os preços da gasolina, comprei um Gol Total Flex. Roda tanto com álcool quanto com gasolina. O derivado da cana, na época, custava R$ 0,70, e a gasosa, quase R$ 2,00. Lembro-me que enchi o tanque (estava na reserva) com R$ 32,00. Não acreditei. Era o melhor negócio que havia feito na vida! Era.

Carros bicombustíveis representam 72,3% da venda nacional de veículos no Brasil. E, coincidência ou não (claro, óbvio, ululante, escancarado e evidente que não), o preço do álcool não pára de subir desde então. Ah, é a entressafra. O cacete! Não honram o acordo que fizeram com esse governo borra-botas, e já começa a compensar andar com gasolina, que também está uma facada.

Duas coisas me revoltam quando leio jornais: "bancos registram lucro recorde" (a cada ano que passa é assim) e "combustíveis podem (e vão) subir". Nada além disso me deixa mais puto. Meu Deus do céu, tem mais cana que água nesse país de m...! A oferta é gigantesca, a procura idem, e as exportações ainda mais! Por que diabos esses caras aumentam a porra do preço?!

Vou começar a ir aos postos (os coitados não têm nada a ver com isso, eu sei) com um nariz de palhaço. E no meio de tanta revolta, ouço um comentário sagaz-sarcástico: "Pode aumentar o álcool, contanto que não aumentem o preço da cerveja...".

Brasilzinho de... deixa pra lá.

2 Comentários:

Blogger Vivi disse...

Esse texto eu já tinha lido e comentado, mas como deu pau... vale à pena comentar de novo!!
Eu lembro que quando fui em janeiro de 2005 pra Americana o álcool custava R$0,99, a gaslina eu não lembro, mas tb era bem mais barata que aqui!
É um absurdo o preço do combustível! Só falam em aumento!! Daqui uns dias a gente tá colocando um litro de gasosa por R$10,00! E aquela frase final é pra matar..."desde que não aumentem o preço da cerveja"! Putz, brasileiro não tem jeito mesmo! Tá levando um tufo e achando o máximo.

11:17 AM  
Anonymous DÉBORA disse...

BOM, ACHO QUE DEVERÍAMOS ANDAR A MAIORIA DO TEMPO USANDO UM NARIZ DE PALHAÇO. QUANDO VAMOS AO BANCO PAGAR IPVA, QUANDO VAMOS A UM POSTO DE SAÚDE MORRENDO POR UMA CONSULTA E PRINCIPALMETE QUANDO PASSAMOS NA PORTA DAS PREFEITURAS DE NOSSAS CIDADES. ABRAÇOS!!!!!!

2:59 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial