Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sábado, abril 29, 2006

Inutilidade matinal

SANTA BÁRBARA (ai meu joelho) - Muita gente simplesmente não consegue fazer nada de manhã. Eu sou uma dessas pessoas. Não presto para absolutamente nada antes do meio-dia. Na verdade, eu sou uma ameba de manhã. Eu me levanto e não consigo falar nada, com ninguém. E quase sempre minha mãe me acorda fazendo um monte de perguntas: "tem que fazer o quê hoje?", "você lava meu carro hoje?", "você vai na academia?", "o que você quer de almoço?"... E por aí vai.

Porra, deixa eu acordar antes! Você nem consegue se levantar por causa do peso das perguntas, que te jogam de volta ao colchão. Aí eu saio do quarto com meu pijama, a empregada dá risada da minha cara de perdido, vou ver o jornal e depois vou tirar as ramelas. Eu odeio essas pessoas bem-humoradas de manhã, que vem querendo te animar a qualquer custo.

Tem uma comunidade no orkut, se não me engano, é a que mais tem gente: "Eu odeio acordar cedo", com 1,8 milhão de cadastrados. E tem uma frase muito interessante, de uma música do Chico Buarque, acho, que diz "porque faço samba e amor até mais tarde e tenho muito sono de manhã". Corretíssimo. Só que eu trabalho até mais tarde e tenho muito sono de manhã.

Durante toda semana, eu acordo por volta das nove, dez horas. É mais que suficiente pra dormir bem, visto que chego do jornal lá pelas 23 horas, quase sempre, umas vezes mais cedo, outras mais tarde. Só que sábado é o que mata: tenho curso de francês das oito às dez horas. Aí é foda.

Ontem à noite eu tava fazendo lição pra entregar. E me dei conta de que eu não tava entendendo picas do que tava fazendo. Porque de manhã eu não assimilo nada! Repito: de manhã eu não presto pra nada! Sou um inútil! E fui dormir mais cedo, pra acordar e ir pra aula.

Dormia eu o sono dos inocentes quando, por volta de 1h30, eu me viro de bruços. E eis que minha cama simplesmente desaba. Desabou! Caiu tudo! Puta merda! Bati o braço, o joelho, minha mãe achou que eu tinha chegado bêbado em casa e tinha caído. Peguei o colchão, puto da vida, e levei pra sala, mas às 6h30 já tinha um sol desgraçado rasgando a minha cara.

E fui pra aula.

Pergunta se eu assimilei alguma coisa.

2 Comentários:

Anonymous Magda Iara disse...

Puts, o tal de acordar cedo é foda mesmo...
Mas o que eu acho pior do que ter que levar cedo do ninho são as famosas perguntas.
Ódeio ter que falar de um assunto sério quando acabo de acordar.
É a tal história " me deixe acordar primeiroooooo".....
Beijão

5:16 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
»

6:53 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial