Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sexta-feira, outubro 20, 2006

O que me espera

AMERICANA (o triste fim de Policarpo Quaresma) - Excerto retirado do excelente blog Focaleando (www.focaleando.blogspot.com), do colega Bruno Ferrari. Sabe como é, estou indo para São Paulo, trabalhar com assessoria de imprensa, morar sozinho, trabalhar, acordar, cozinhar, lavar, passar, dormir mal, comer mal, olheiras, estresse, esporros, saudades e coisas do tipo. Minha vida, creio eu, vai ser assim. Preciso de uma revolução para ter uma boa qualidade de vida. Então, abre alas, ops, aspas:
.
-Oi, tudo bem?
-Oi Doutor. Tudo indo...
-Conte-me, o que ocorre com você.
-Eu não sei muito bem. Sinto-me cansado, sem vontade de levantar da cama de manhã. Às vezes tenho uma idéia fixa e brigo com todo mundo bancando essa minha posição. Passa um tempo e eu me sinto um maior imbecil do mundo porque tudo o que eu pensei que era a verdade absoluta na realidade era um montão de besteiras.
-Sei...
-E daí eu não consigo organizar as idéias, escrever uma linha, às vezes tenho dificuldade até para falar. Tenho repentinos ataques de choro de 10 segundos a qualquer hora do dia. Tento pensar no meu futuro e não consigo enxergar muita coisa além de continuar a viver essa vida de merda.
-Mas o que mais tem te feito mal?
-A grana é pouco e o trabalho é exaustivo. Não sobra tempo para estudar, para ler, ou mesmo para escrever no meu Blog. Eu prefiro ficar enchendo a cara num bar até as tantas do que ir para a casa ver um bom filme. Não tenho férias há quatro anos e nem tenho perspectiva de quando tirarei. Feriados em que todo mundo enforca e você passa a sexta-feira ali, de plantão para que nada demais aconteça. Não tem mais paciência pra nada. Desconto na minha família, na minha namorada, até minha cachorra eu acabo tratando mal.
-Tudo bem, senhor. Mas a minha pergunta é por que você está num Pronto Socorro de Hospital?
-Eu não sei. Mas tenho dor no peito.
-Deixa eu ouvir seu coração... Dessa vez com o estetoscópio.
-Qual a minha doença doutor? É coração, é anemia?
-Não, querido, a sua doença é o jornalismo.

2 Comentários:

Blogger Bruno Ferrari disse...

valeu pela citação Creco!

Grande abraço!

11:36 AM  
Blogger Bruno Ferrari disse...

valeu pela citação Creco!

Grande abraço!

11:36 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial