Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

terça-feira, janeiro 27, 2009

Na saúde e na doença

SÃO PAULO (Casal Podridão) - Janeiro negro para este pobre, magro e mequetrefe escriba. E, por que não, também para sua esposa. Justo este ano, em que mais pedi para Papai do Céu para dar saúde a mim e a patroa, começo o ano podrão.
.
Começou com a mulher quase tendo uma paralisia facial. Aí, corre pro hospital. Aquele cenário de guerra: um cara vomitando na escada, uma mulher tendo colapso nervoso, outro cara gritando de dor com a perna quebrada, uma garota fazendo uns barulhos estranhos (e extremamente irritantes - deveriam usá-la como instrumento de tortura militar).
.
Raio-x, inalação, remedinho na veia, receita e tchau.
.
Semana seguinte, eu, podre. Febre, vômito. Dengue? Não. Uma quase-pneumonia. Sinusite atacada no último. Corre pro hospital. Lotado. São Paulo garoando. Eu com um carro sujo de dar nojo e sem direção hidráulica. Fraco, manobrando dentro do subsolo do prédio. Uma alegria só. Ainda tendo de pagar 6 pilas no estacionamento do nosocômio.
.
Raio-x, inalação, remedinho na veia, receita e tchau.
.
Tchau? Rá! Engana-te, mecenas!
.
E a febre? Três remédios diferentes. Passava? Claro que passava! Por dez minutos. Logo logo estava eu lá, tremendo debaixo do cobertor. E ainda quebrei um termômetro.
.
Depois que tudo melhorou, me estoura uma afta. Na garganta.
.
Definitivamente, espero que janeiro termine logo.

3 Comentários:

Blogger Diegovj disse...

Tá pior que a peste negra...auahua, caraca!

Melhoras, dude.

Abs!

7:47 AM  
Anonymous Ricardo disse...

Creco, navegando em busca do nome do vírus que ora me acomete, me deparei com esta pg do seu blog.
Ri bastante (obviamente da desgraça dos outros), pq não só me encontro na mesma situação que vc, como sei o que é: um maldito vírus!
O problema, é que o médico do meu filho escreveu o nome numa receita, que ninguém entende... algo do tipo "cos Suchie".
Enfim, resolvi postar para te dar algum alento, ainda que póstumo (imagino que esteja curado...) e explicar o que aprendi: esse vírus maldito, que primeiramente infectou meu filho de 1,5 anos - coitado!, agora me pegou e à minha esposa. Causa febrão nos 2/3 primeiros dias e depois essas malditas aftas na boca. Por ser vírus (e não bactéria), não adianta tomar anti-biótico. Fiquei de cama, na base da dipirona pra "tentar" baixar a febre e agora não consigo comer nada! Pensei: vou dar uma olhada na net e ver o que descubro pra tentar aliviar. Foi quando te achei. Quem sabe com esse post outras pessoas podem se consolar no futuro...
É isso.
Um abraço,
Ricardo

9:14 PM  
Anonymous Ricardo disse...

Perdão, quis dizer "aftas na garganta" e não na boca, claro...

9:16 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial