Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sábado, março 18, 2006

Um imigrante da subjetividade

AMERICANA (eu tinha que fazer isso) - Até o sono passou. Tô morto, cambada. Porra, sabadão, e eu aqui na Redação. Ontem foi foda. Entrei às 10 da matina e saí à 1 da matina. Acordei às 7h pra ir na aula de francês e ficar ouvindo o Phill Colins fazer biquinho na trilha sonora do Tarzan. Foda. Mas legal.

Almocei. Na verdade, comi como um padre. Um padre oriental, diga-se. Entopido de sushi, sashimi, salmão, rolinhos primavera e coisas do gênero. E vim pro jornal. Tenho dois jogos para cobrir hoje, mais uma outra matéria do esporte. E tô caindo pelas tabelas.

Eis que a editora plantonista me dá uma pauta, escrito de caneta rosa CLEBER - FAÇA ESSA PAUTA + OS JOGOS. Tá bom. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Olho a bagaça, que se segue:

EVENTO ARTÍSTICO SOBRE A QUESTÃO DA MULHER

Santo absorvente, Batman! Que questão da mulher? QUE QUESTÃO?! Existe coisa mais vaga e subjetiva? Tudo bem, deve ter artes no meio, senão não seria artístico. Mas, puta merda, vamo colaborá, ô da poltrona!. Estão tão atrasadas que ainda estão comemorando o Dia da Mulher!

Falei com a editora:

- Que raios é isso de questão da mulher? Que coisa mais vaga!
- Pois é, mas você entende do universo feminino.
- Ãhn?
- É.
- É o quê?
- Você entende do universo feminino.
- De novo. Ãhn?
- Você não sabe, mas eu leio o teu blog.
- E o que tem de tão especial?
- Teve o artigo da casa da sua avó e vejo o que você escreve sobre mulheres.
- Ãããhn... Mas eu só coloco baboseira, às vezes o que acho e o que sinto.
- Ótimo. Tô te dando a oportunidade de colocar isso no jornal.
- Ãããhn...

Vou lá. Deixa eu chamar o fotógrafo e pegar meus óculos.

1 Comentários:

Anonymous Ana disse...

Olha só!!! Cléber Bernucci, o homem que entende as mulheres!!! rsrsrs. Agora fiquei curiosa, quero saber que tipo de matéria foi essa que você fez. Faça o favor de postar, então! rs
Bjo

8:02 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial