Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

quinta-feira, janeiro 10, 2008

Do 12o andar...

SÃO PAULO (nós somos dois sem-vergonha, em matéria de amar) - Duas e vinte e cinco da madrugada. Após um belo jantar numa churrascaria da Capital, patrocinada por Budão, tenho dificuldades para dormir. Vou para a cama por volta das duas horas. Ligo minha luminária e permaneço lendo "Às Margens do Sena", de Reali Jr.
.
Quando começo a ouvir uma gritaria no bloco ao lado. No 12o andar, de frente pra minha janela, que fica no famoso trêzimo.
.
- Sua pinguça! Vagabunda! Sai daqui! Vai embora senão eu te mato!!!
.
Isso seguido de uns barulhos de pancadas e uma mulher chorando. Indaguei "que porra é essa?". A contenda se seguiu pelos vinte minutos conseguintes. Puto, abri a janela e mandei um "shhhhhh!". Claro que não adiantou. Liguei na portaria do bloco 5, já meio enfurecido.
.
- Ow, que porra é essa de gritaria aí, meu? Eu quero dormir!
- Você é o quinto que liga. É um casal do 12o andar que briga sempre.
- Mas nunca nesse tom! Liga lá e manda parar, bicho!
- Nem rola. Em briga de marido e mulher, não se mete a colher.
.
Eu meteria a espingarda.

1 Comentários:

Blogger Diegovj disse...

Tanta coisa melhor pra fazer e esse povo fica brigando...rs.

Abs!

2:36 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial