Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sexta-feira, agosto 18, 2006

O mito Diógenes

AMERICANA (direto da redação) - Trabalhar em jornal é paulera. Mas às vezes tem aqueles momentos em que um está esperando um retorno de ligação, o outro não consegue falar com sua fonte, um breve momento de cerão, que eu nem ousaria chamar de dolce far niente. Ontem, falando de futebol, entra na conversa o editor de Opinião do jornal, Diógenes Gobbo, um senhor de 77 anos, sãopaulino e com um senso de humor apuradíssimo. Ele é calmo, quieto. É praticamente um Cláudio Carsughi da política americanense. Eis que ele revela o espírito de contestador - que todo jornalista deve ter, nunca se conformar:
.
- Eu não tô entendendo mais nada. O time do Dunga empata e fica por isso mesmo. O meu empata e perde o título? O que está acontecendo com o mundo, Deus meu?
.
O Diógenes é um mito.

3 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

não conheci, mas soube de diversas histórias. todas tão boas (as vezes melhores) que essa. pessoas assim que fazem valer a pena, né? bjks

7:53 PM  
Blogger Lili Cheveux de Feu disse...

E eu estou aqui, morta de medo... Vim com roupa preta e tem um torcedor do Guarani completamente non-sense aqui no trampo. A gente não pode prever o que ele é capaz de fazer depois do time dele tomar 8 gols e da Ponte Preta ganhar um jogo. Pode rolar até homicídio.

7:40 AM  
Anonymous lucas disse...

diógenes espirituoso.
só quem o conhece sabe do que estamos falando.
ah, ainda aguardo a crônica sobre a penteadeira.
abs e boa semana.

7:40 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial