Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

quinta-feira, setembro 28, 2006

Creco e os ovos

AMERICANA (mais otimista do que beneficiário do Fome Zero) - Sou um apreciador de ovos. Ovos provenientes de aves, que fique bem claro. Gosto de qualquer jeito, menos com cebola, que odeio. E como estou com vontade de escrever, mas sem inspiração nenhuma e nenhum assunto legal pra tratar, vou falar de ovos.
.
Quando moleque, eu comia ovo frito três vezes por semana. Porque a minha mãe regulava, senão comeria todos os dias. Ovo caipira (a gema é mais amarelinha e forte) misturado no arroz-feijão. Um clássico da cozinha interiorana. A melhor combinação proteína-carboidrato (certo, Vivi?) que se pode ter na geladeira, caso carne seja algo em falta no seu freezer.
.
Há três anos, experimentei pela primeira vez o tradicional scrambled eggs with bacon, no Hotel Intercontinental, no Rio (fui de graça, mooooorram de inveja). No início eu achava aquilo mais uma pataquada estadunidense pra entupir as veias do coração com gordura de frituras. Eu bradava, irônico: "ovo mexido com bacon, de manhã? Seu estômago e coração agradecem!".
.
Pois não é que o treco é bom pra mais de metro? E, como diz minha tia, "dá uma sustância!...". Amei, amei, amei. Aí, tentei fazer. Mas a receita vai leite, acho, sei lá. Fiz uma vez, sem leite, e ficou menos 'úmido' que o original. Mas gostei, porque as claras ficaram bem durinhas e as gemas, molinhas. Um salzinho e uma pimentinha-do-reino na preparação, e tens um bom café da manhã saindo da frigideira.
.
Quando criança, adorava gemada. Mas não daquelas quentes, com leite. Gema pura mexida na colher com açúcar. Engorda, né? Não uma criança anêmica de 7 anos de idade e com um cabeção DESTE tamanho.
.
Hoje, o caderno de culinária do Estadão trazia um especial sobre ovos e os doces portugueses. Sou um fã confesso do pastelzinho de belém (a única coisa que presta no Habib's) e peguei uma receita, no próprio Estadão, de 'ovos moles'... Faz com açúcar dissolvido em água fervente, farinha de arroz (Mucilon, para os leigos) dissolvido em água fria... Taca tudo no fogo e mistura com as gemas até engrossar.
.
E, com uma gemada dessas, engrossa mesmo.

3 Comentários:

Anonymous Suzana disse...

Crecovitch, já que vens ao Rio (e dona Crisolda já tá inventado de ir à Santa Teresa, meu território), vou te levar para engordar umas arrobas lá no Alda Maria Doces Portugueses (http://www.doceportugues.com.br). Muuuuito doce de ovos, pastéis de belém, fatias de braga, bem-casados, trouxinhas d'ovos, toucinho do céu, bala de ovos, dom rodrigo e o que mais a sua barriga conseguir comer.
Faça uma dieta que pra ter calças que fechem antes de voltar pra casa!
Bjs

8:21 AM  
Blogger Creco disse...

A supracitada receita de ovos moles não deu certo. Eu fiz cagada em alum passo da bagaça. Ficou doce demais. E foram-se oito gemas de ovos caipiras (puta desperdício, eu podia ter usado a metade pra fazer um mexidão) para a privada.

2:51 PM  
Blogger Lili Cheveux de Feu disse...

Já comeu Ovo no Buraco? Então, Creco, tu não sabes DE NADA.

[se quiser te passo a receita, não escrita por que dá trabalho de explicar...]

Seu amigo da American Tour não me retorna a ligação! Tô ficando neuvosa.

3:32 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial