Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sexta-feira, janeiro 12, 2007

A Bruxa do 1500


SÃO PAULO (yo no creo en brujas) - Já disse que nas redondezas de onde trabalho só tem louco. Essa semana descobri coisa pior. Tem uma bruxa. A Bruxa do 1500. A casa é um sobrado antigo e com várias plantas no portão, umas manchas verdes de lodo na calçada, o que por si só já confere um ar sinistro ao imóvel.
.
A casa tem uma garagem. Mas não tem carro. Outro dia chegava eu ao trabalho e vi um carro parado em frente à garagem da casa. O motorista esperava alguém. Eis que surge a mulher. Magra, cabelos curtos e loiros, com um par de óculos escuros que remete a 1973 (aqueles enooooormes!) e um vestido verde feito de... CROCHÊ!
.
Ou seja? O negócio era praticamente transparente. Tive náusea. Ela saiu pra falar, aos berros, que não podia colocar a caranga em frente à garagem. Sendo que ninguém na casa tem um! Mulher louca!, pensei. Enfim, cada um com seus problemas.
.
No entanto, minhas conclusões em torno da bruxaria começaram a se formar há dois dias. Chegava eu ao trabalho e senti um forte odor de cocô de gato. Sim, ela tem gatos em casa. TODOS PRETOS, sem preconceito. Mas convenhamos: gato preto é um treco meio sinistro, né não? E outra: merda de gato é a que mais fede em todo o universo.
.
Pior do que isso é o fato de, de hora em hora (assim como o resultado da Tele-Sena), ela vai até o portão com seus trajes pouco ortodoxos para jogar comida aos pombos! Por mil aves doentes, Batman! Ela dá comida pra pombo! Porra, pombo dá doença, pombas!
.
Pois é. Bruxas. Que elas existem, existem.

8 Comentários:

Blogger Giselle Hoffmann disse...

nossa, q comedia. Imagine cada cena como um filme!
e sabe aquele bordão: "Yo no credo en las brujas, pero que las hay, las hay” hahaha
beijaoo

12:53 PM  
Anonymous Renatinha disse...

Por Deus!

Depois dessa, não sei se vou te visitar um dia...

Bjo! Saudades!

10:51 AM  
Anonymous fale com ela disse...

trajes pouco ortodoxos para jogar comida aos pombos?
muito boa essa!

2:06 PM  
Blogger Ricardo Pieralini disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

9:30 PM  
Blogger Ricardo Pieralini disse...

Minha merda fede mais..

9:31 PM  
Anonymous Viviabe disse...

Mor... que louco. Nem quero ver essa bruxa...

11:59 AM  
Anonymous Anônimo disse...

Creber, essa véia ainda vai dar o que falar. Pode rondar, que rende mais história. Certamente encontrará pérolas. Esse seu texto ainda prolonga. E muito. Abs, tony duda

2:07 PM  
Anonymous Mauricio Guedes disse...

Acreditem, é tudo verdade. Um dia minha mulher, desavisada, estacionou ali com as crianças no carro. Depois do chilique da bruxa, os pequenos ficaram 3 noites sem dormir, só de lembrar da cena. Deu arrepios.

1:06 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial