Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

quarta-feira, setembro 05, 2007

Ainda Curitiba

SÃO PAULO (adultos são crianças obsoletas) - Algumas passagens interessantes de Curitiba, que eu acabei não citando aqui e o farei agora. Primeiro foi a viagem de ida. Fomos a bordo de um Renault Clio Hi-Flex Sedan 1.0.
.
No meio da viagem havia um congestionamento. Havia um congestionamento no meio da BR.
.
O conserto de uma ponte, que nos fez gastar mais de uma hora para andar míseros três quilômetros. O trânsito parava e todos desligavam o motor. Cerca de dez minutos depois, andava um pouquinho e parava de novo. Já com algumas horas de estrada e com dores musculares, eu descia do carro quando tudo parava.
.
Mas quando voltava para o carro quando o trânsito ia andar, andava somente alguns metros. Então, na segunda vez, falei que ia a pé mesmo acompanhando por, sei lá, dez metros, que era o que andávamos no congestionamento.
.
Beleza. Começou a andar e eu do lado do carro, a pé. Mas aí andou, andou, andou, andou... E fui ficando pra trás, pra trás, pra trás... Os carros começaram a ir mais rápido... Fodeu. Comecei a correr no acostamento... Sei lá, acho que corri uns 200 metros até o trânsito parar de novo.
.
Aí... Cara, cadê o carro? Rodolpho e Caio, meu parceiros na viagem, foram para a faixa da direita para me esperar, e eu passei reto. Até que um caminhoneiro me avisou. "Só por baixo da caçamba do caminhão vi suas pernas passando rápido", disse-me o chefe, rindo.
.
Esbaforido, sentei e fiquei quietinho no carro.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial