Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

quinta-feira, novembro 22, 2007

Apagão do pão

SÃO PAULO (espere, minha mãe, estou voltando...) - São 10h40 no exato momento em que inicio estas linhas de desabafo. Não tem pão na padoca daqui debaixo. Eram nove horas, me levantei e liguei lá. "Acabou, mas vamos pedir mais". Tá bom. Em meia hora chegam meus quatro francesinhos branquinhos e quentinhos.
.
9h30:
- Chegou?
- Ainda não. Acabamos de pedir.
.
Merda. Já tomei um Nescauzinho. E uma caneca de Activia.
.
Duas coisas com as quais ninguém deve se atrever a mexer comigo. A primeira é meu sovaco, porque morro de cócegas. A outra, e principal, é o meu estômago. Mexendo com ele, você corre risco de vida. Fico mais perigoso que o Capitão Nascimento. (Aliás, ele deveria estar na padaria gritando para os pães no forno: "pede pra sair! pede pra sair!").
.
10 horas. Cleber, o que não sou eu, acorda, cruza a sala com seu samba-canção de bolinhas e liga lá. Ainda nada. DEZ E QUARENTA. Nada, ainda. Justo hoje, que tenho manteiga Aviação, Filadélphia Cream Chease e um saboroso patê de peito de peru.
.
Tô começando a perder a esportiva.

1 Comentários:

Blogger Diegovj disse...

vc literalmente é um palhaço...
pede pra sair foi demais! auahua

Abs

8:58 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial