Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

terça-feira, agosto 24, 2010

Sertões - 7o dia

BALSAS-MA (bye, Jalapão) - Se chegar no Jalapão foi difícil, sair foi ainda mais complicado, porém recompensador. A noite na barraca foi tranquila. Às seis da manhã, todos já de pé para seguir viagem. Fomos novamente em comboio. Mas o detalhe desta vez é que não seria uma simples estrada de terra: seriam trilhas que nos anos anteriores serviram de especiais (trechos cronometrados) para os competidores no Rally dos Sertões.
.
Nas três primeiras horas de viagem percorremos apenas 90 quilômetros sem fazer uma só parada. Havia trechos em descida em que todos tinham de descer das L200 para que o motorista passasse pelos obstáculos com tração 4x4 reduzida. O visual, no entanto, era fantástico. A poeira também era enorme, o que no rali chamamos de "talco": o vento não dispersa e fica aquela nuvem de areia no ar, dificultando muito a visão de quem vem atrás.
.
Levamos seis horas e meia para chegar ao asfalto, já na divisa com o Maranhão. O guia oficial do rali nos orientava a voltar para Palmas na saída de São Félix, para então seguirmos até Balsas (passando pela balsa, inclusive, que ligava a cidade de Filadélfia a Carolina). Ignoramos e fomos bem no espírito 4x4. Levou mais tempo, mas menos do que seria indo por Palmas. Fora que a quilometragem percorrida foi BEM menor.
.
Mais duas horas de meia de asfalto, chegamos a Balsas. Outro lugar bem quente, mas com um hotel honestíssimo e o melhor peixe que já comi na vida. Foi lá no Peixe & Cia, onde pedimos Filé de Surubim com molho scabeche (acho que é assim que se escreve), outro com molho de camarão, e outro à milanesa. Um melhor que o outro.
.
Mas fomos dormir cedo - cinco homens no quarto. Imagina só os roncos dos mais gordos. Porque no dia seguinte a viagem a Teresina seria bem longa.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial