Eu escrevo e te conto o que eu vi

Um blog sobre tudo e sobre nada.

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Um gajo deveras apaixonado pelo que faz. Jornalista, magro, pobre e feio. Tio da Carolina e da Gabriela, marido da Viviane. Repórter de esportes e motor, sãopaulino consciente, assessor de imprensa, fanático por automobilismo e esportes de aventura, e também freelancer, porque ninguém é de ferro.

sexta-feira, junho 18, 2010

Suécia (4)




Itálico
GOTEMBURGO, SUÉCIA, 15 de junho de 2010.
(Just drive, baby)
.
Terceiro dia na Suécia, e era para ser o mais legal. Mas pelo menos pela manhã, não foi. Fomos todos a um campo de provas (na verdade, uma pedreira) para testar caminhões de diferentes tamanhos com transmissão automática. Legal.
.
Só que antes tinha a explicação, a teoria. No maldito PowerPoint. Ah, Microsoft, como tem horas que te odeio...
.
A parte teórica era sobre os diferentes tipos de câmbio, ministrada por um sueco careca de 2,20m de altura, e que começava toda frase com um "Eeeeeeeee...". Nesse momento, descobri a razão das altas taxas de suicídio nos países nórdicos.
.
Aí vinham as perguntas - maioria desnecessária - que levavam a outros assuntos não relacionados. Quase caí de cara na mesa, de sono. Então decidi pegar meu caderno de anotações e escrever este texto. Deus do céu, um dia lindo lá fora, e eu tenho que ficar aqui? Booooooring!
.
Eu só queria dirigir um pouco, damn it!
.
No fim das contas, foi muito legal. Foi a primeira vez em 28 anos e uns bons meses que eu dirigi um caminhão. Onde meu pai trabalha tem uns 10, e eu nunca guiei. Sempre tem uma primeira vez, né? Na Suécia, de caminhão automático.
.
Que coisa.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial